Página inicial

Notícia > Últimas

  • 29.06.2020 - 11:16

    FLEXIBILIZAÇÃO: na Capital, circulação de ônibus continua proibida; advogados e contadores estão liberados

    Aumentar fonte Aumentar fonte Diminuir fonte Diminuir fonte

    A segunda fase que compõe o plano de flexibilização econômica de João Pessoa começa nesta segunda-feira (29), conforme o decreto 9.510, que foi publicado na edição da última sexta-feira (27) pelo prefeito Luciano Cartaxo (PV). Nesta fase vão ser liberados o trabalho presencial de profissionais liberais, como advogados e contadores; o atendimento presencial das lojas de material de construção; e por fim, as atividades para atletas profissionais, incluindo o futebol profissional.

    A circulação dos ônibus de transporte público de João Pessoa vai ser retomada no dia 6 de julho. O prefeito Luciano Cartaxo explicou que o retorno não vai acontecer nesta segunda-feira (29) porque os próximos dias vão ser para higienizar os terminais e pontos, além de testar e vacinar para gripe comum motoristas e cobradores. O protocolo específico para retorno dos ônibus, informando o tamanho da frota e o percentual de lotação de cada veículo deve ser divulgado antes do dia 6 de julho.

    Atividades que voltam nesta segunda-feira, 29 de junho

    Atendimento presencial em escritórios de profissionais liberais (advogados, contadores, etc) respeitando as normas de prevenção à Covid-19

    Atendimento presencial em lojas de material de construção respeitando normas de prevenção à Covid-19

    Retorno das atividades para atletas profissionais, incluindo aí o futebol profissional.

    Atividade que volta na segunda-feira, 6 de julho

    Circulação dos ônibus de transporte público de João Pessoa respeitando normas de prevenção à Covid-19

    Atividades que permanecem suspensas

    Qualquer atividade de comércio nas ruas, praias, lagoas e rios, praças ou outros locais de uso coletivo e que promovam a aglomeração de pessoas, como feiras livres (inclusive aquelas no entorno de mercados públicos), bancas, barracas de vendas de alimentos ecomerciantes ambulantes, nos logradouros públicos;

    Academias, centros de ginástica e estabelecimentos similares;

    Cinemas, teatros, circos, parques de diversão e afins.

    Casas de shows e espetáculos de qualquer natureza;

    Boates, danceterias, salões de dança;

    Casas de festas e eventos;

    Feiras, exposições, congressos e seminários;

    Clubes de serviço e de lazer;

    Bares, restaurantes e lanchonetes.