Página inicial

Notícia > Política

  • 12.01.2020 - 08:24

    Deputado Adriano Galdino rechaça acusações de Livânia: "eu estava licenciado da AL"

    Aumentar fonte Aumentar fonte Diminuir fonte Diminuir fonte

    As acusações proferidas pela ex-secretária Livânia Farias, durante depoimentos que integram seu acordo de delação premiada no âmbito da Operação Calvário, foram prontamente rechaçadas pelo presidente da Assembleia Legislativa da Paraíba, deputado Adriano Galdino (PSB).  Em Nota divulgada, Galdino diz que “neste período citado por ela, ele estava licenciado da ALPB e atuando como secretário de Governo. Portanto, sem participar dos debates e votações da Assembleia Legislativa”. Ele também defendeu o trabalho do Ministério Público e que está à disposição para qualquer esclarecimento. Confira:

    Parte da imprensa paraibana divulgou nesta segunda-feira, 13, trecho da delação da ex-secretária Livânia Farias, onde ela relata que entre os anos de 2013 e 2014, em legislatura passada, teriam sido realizados repasses financeiros a deputados para votação em matérias a favor do governo. O deputado Adriano Galdino, diante da citação do seu nome, vem a público:

    1. Esclarecer que entre os anos 2012 e 2014 estava licenciado do mandato de deputado estadual atuando como secretário de Governo, ou seja, sem participar dos debates e votações na Assembleia Legislativa.

    2. O deputado destaca ainda que defende o trabalho do Ministério Público em toda e qualquer investigação, se coloca a disposição das autoridades, mas reafirma que o instrumento da delação por si só não pode ser considerado prova.

    Adriano Galdino

                                                                                           Deputado Estadual