Página inicial

Notícia > Saúde

  • 28.07.2020 - 07:17

    Cacimba de Dentro tem hospital equipado há quase 2 anos que nunca foi utilizado, diz CRM

    Aumentar fonte Aumentar fonte Diminuir fonte Diminuir fonte

    Enquanto dezenas de centenas de cidades espalhadas pelo país afora padecem da falta de uma infraestrutura hospitalar para atendimento da população e mais especialmente agora nessa época de pandemia,  o pequeno município de Cacimba de Dentro, encravado no Curimataú paraibano, esnoba com uma unidade hospital construída em 2018, dotada de equipamentos, e sem funcionar desde a sua inauguração. A constatação foi do Conselho Regional de Medicina da Paraíba (CRM-PB) que esteve no local e descobriu que o Hospital Luiz Olegário Silva foi entregue e está toda equipada desde dezembro de 2018, mas ainda não recebe pacientes.

    De acordo com o CRM-PB, atualmente, a assistência à saúde da população de Cacimba de Dentro é realizada no Hospital Municipal Isabel Moreira de Souza, que só tem um médico de plantão 24 horas, não possui respirador, não faz monitorização dos pacientes vítimas da Covid-19, não tem laboratório especializado, nem realiza exame de imagens. No entanto, no Hospital Luiz Olegário da Silva, que recebeu um investimento de aproximadamente R$ 8 milhões, conforme dados do Governo da Paraíba, na época de sua inauguração, há dois respiradores na sala de estabilização, bloco cirúrgico completo, sala de radiografia com equipamentos e Central de Esterilização.

    Cacimba de Dentro possui 17,2 mil habitantes e, desde o início da pandemia da Covid-19, já registrou 138 casos de infecção pelo novo coronavírus e um óbito, conforme dados da Secretaria Estadual de Saúde (SES).

    Hospital Luiz Olegário Silva

    Segundo informações do Governo da Paraíba, na época da inauguração do hospital, em dezembro de 2018, a unidade deveria possuir 28 leitos, sendo seis para observação adulto, dois leitos de observação pediátrica, sala de estabilização de pacientes graves, sala de procedimentos e pequenas cirurgias, inaloterapia e enfermarias climatizadas.

    Após a visita desta segunda-feira (27), o CRM-PB vai elaborar um relatório que será encaminhado aos gestores estaduais e municipal, além do Ministério Público.

    SES explica

    De acordo com a SES, o referido hospital não é gerenciado pelo Governo do Estado. A assessoria de comunicação do órgão informou que o executivo estadual apenas executou a obra e equipou a unidade hospitalar, ficando a cargo da prefeitura a gerência e manutenção dos equipamentos instalados, bem como a contratação de profissionais para trabalharem no local.

    Cacimba de Dentro

    A reportagem tentou entrar em contato com a Prefeitura Municipal de Cacimba de Dentro para que fossem prestados os devidos esclarecimentos. Entretanto, as ligações não foram atendidas e as mensagens não foram respondidas. (MOMENTOPB com portalcorreio)