Página inicial

Notícia > Notícias

  • 03.07.2020 - 12:00

    Artistas e apresentadores que foram demitidos da Globo em 2020

    Aumentar fonte Aumentar fonte Diminuir fonte Diminuir fonte

    Entre as diversas mudanças que a Globo vem passando recentemente, destacam-se artistas, apresentadores e jornalistas que foram demitidos ou pediram demissão da emissora. Relembre alguns a seguir. 

     A Globo tem passado por diversas mudanças em seu elenco de artistas, apresentadores e jornalistas.

    Diversos não tiveram contrato renovado ou pediram demissão da emissora ao longo de 2020 – assim como já vinha ocorrendo no ano passado. Relembre alguns.

    Zeca Camargo

    não renovação do contrato de Zeca Camargo foi anunciada em 27 de maio. Ele vinha fazendo parte do elenco do É de Casa, nas manhãs de sábado, e chamou atenção no passado principalmente por seu trabalho no Fantástico e No Limite.

    Regina Duarte

    Regina Duarte teve sua saída oficializada pela Globo após aceitar convite do presidente Jair Bolsonaro (sem partido) para assumir a Secretaria Especial da Cultura.

    José Loreto

    Em 1º de julho de 2020, a emissora confirmou a não renovação do contrato de José Loreto. Seu trabalho mais recente foi na novela O Sétimo Guardião, que chegou ao fim em maio de 2019.

    Renato Aragão

    Após 44 anos, o eterno ‘Didi Mocó’ deixou a Globo. “É uma sensação de liberdade”, afirmou Renato Aragão sobre o momento (clique aqui para ler mais).

    Malvino Salvador

    Em janeiro, o canal confirmou a não renovação do contrato de Malvino Salvador, que também passaria a trabalhar “por obra”. Ele esteve no elenco de A Dona do Pedaço.

    Miguel Falabella

    “Meu contrato acabou [o vínculo vai até setembro], avisaram com antecedência que não iam renovar, mas foram super elegantes, não teve estresse”, afirmou Miguel Falabella ao Estadão. Clique aqui para ler mais e relembrar sua carreira. 

    José de Abreu

    Em uma live realizada em 3 de junho, o ator José de Abreu anunciou que desfez seu contrato “de maneira extremamente boa para os dois lados”, com a ideia de “tentar uma carreira internacional”. 

    Em diversos casos, o término do contrato não impede que os artistas voltem a trabalhar em produções da emissora, mas retira custos fixos e a questão da exclusividade.

    “Temos evoluído nos nossos modelos de gestão, de criação, de produção, de desenvolvimento de negócios e também de gestão de talentos”, informa a emissora em suas notas oficiais.

    “Assim, em sintonia com as transformações pelas quais passa nosso mercado, a Globo vem adotando novas dinâmicas de parceria com seus talentos”, completa. (blogdovavadaluz)

    REDAÇÃO – O ESTADO DE S.PAULO