Página inicial

Notícia > Policial

  • 04.03.2020 - 10:20

    Ação policial efetua prisões de acusados de desviar R$ 200 milhões através de fraudes fiscais

    Aumentar fonte Aumentar fonte Diminuir fonte Diminuir fonte

    Pelo menos sete pessoas foram presas, nesta quarta-feira (4), suspeitas de integrar uma organização criminosa que movimentou cerca de R$ 200 milhões por meio de fraude fiscal. As ordens de prisão, além de 14 mandados de busca e apreensão, foram cumpridas em residências, empresas e escritórios de contabilidade dos envolvidos, nas cidades de João Pessoa, Campina Grande, Patos e Sousa. Ainda restam três mandados de prisão a serem cumpridos.

    A Operação Noteiras foi realizada pela Polícia Civil, em conjunto com o Ministério Público Estadual e com apoio da Secretaria de Estado da Fazenda. No total, participaram três promotores de Justiça, 50 policiais civis e 34 auditores fiscais da Fazenda Estadual, com suas respectivas equipes.

    De acordo com o delegado Hector Azevedo, da Delegacia de Ordem Tributária de João Pessoa, a organização criminosa era especializada em constituir empresas de fachada para simular operações de compra e venda de mercadorias, com o objetivo de acobertar operações realizadas por empresas reais. O esquema promovia, desta forma, a circulação de mercadorias sem recolhimento de imposto, causando grave dano ao Estado.

    Os investigados responderão por crimes contra a ordem tributária, organização criminosa e falsidade ideológica, cujas penas, somadas, chegam a 18 anos de reclusão. (portal correio)